car-brakesO sistema de freio do seu carro compõe-se de um conjunto acionador hidráulico(cilindro mestre)e outro mecânico (freio de mão). No sistema hidráulico, ao pisar no pedal de freio, pressiona-se um líquido (fluido de freio) que por sua vez “empurra” pastilhas e lonas contra discos e tambores resultando em atrito, fazendo o carro reduzir sua velocidade. A manutenção dos dois sistemas é de extrema importância para segurança de quem está no veículo e fora dele. No painel existe uma lâmpada de aviso (normalmente um círculo entre parênteses) que, se estiver piscando ou acesa, indica provavelmente alguma falha no sistema. Ruído de atrito de “ferro com ferro” ao se pisar no freio indica lonas ou pastilhas desgastadas. Troque-as de imediato. Jamais desça ladeiras com o veiculo em ponto morto, pois o sistema de freio será muito exigido e é arriscado. Se o freio de mão não consegue segurar o carro estacionado em declives acentuados é necessário uma verificação urgente do sistema. Quando uma ou outra a roda trava com facilidade ao você pisar no freio significa que o sistema está desregulado , com vazamento, com cilindro travado ou necessitando ajuste. Ao reduzir a velocidade mantenha o carro engrenado para aumentar a vida útil de pastilhas e lonas. Pedal do freio “baixando” com freqüência significa possível defeito no cilindro mestre e perigo iminente. Verifique a cada 5000 km. as condições das pastilhas. Caso estejam com espessura inferior a 2 mm. devem ser substituídas. Os discos, se estiverem frisados e com espessura inferior ao recomendado também devem ser trocados. O reservatório do fluido de freio deve ser mantido bem fechado. Se você precisa completar o nível de fluido de freio constantemente significa vazamento no sistema e possibilidade de perda do freio do carro. O fluido de freio é uma substância higroscópica (absorve água) e para sua segurança deve ser substituído a cada 12 meses ou em torno de 10.000 km. Sistema de freio com problemas e necessitando reparo urgente quando você sente :  

– O pedal do freio ir até o fundo, mesmo que somente algumas vezes.

– O carro ou pedal vibrar ao pisar no pedal de freio.

– O pedal do freio “chocho” quando é acionado.

– O carro “puxar” para algum lado quando freia.

– Ouve algum chiado ou ronco quando pisa no freio.

– O pedal de freio muito duro.

Conservação do sistema de freios

Ao descer uma ladeira, procure usar a mesma marcha que colocaria se estivesse na subida. Jamais utilize o ponto morto, pois os freios não conseguirão segurar o veículo em uma situação de emergência.

Além disso, o maior esforço dos freios pode levar os discos e pastilhas ao superaquecimento. O carro pode ficar sem freios.

Cheque mensalmente o nível do fluido de freio. Quando for completá-lo, tome cuidado para não deixar cair nenhuma partícula de sujeira. Qualquer resíduo pode comprometer o perfeito funcionamento do sistema.

Ao aproximar o carro de cruzamentos e semáforos, tire o pé do acelerador e mantenha a marcha engatada para que o motor diminua a velocidade do carro. Você evita freadas bruscas e preserva discos e pastilhas de freio.

Verificando Problemas com o Freio

Se, ao pisar no freio, você escutar um chiado metálico de ferro contra ferro, está na hora de substituir as pastilhas de freio.